Loading...

Home – América do Norte – Canadá

Por que não visitar Quebec no Canadá?

Por que não visitar Quebec? Foi isso que falamos quando nos perguntamos se devíamos ou não incluir a cidade mais francesa do Canadá em nosso roteiro pelo país!

Talvez nós devêssemos guardar isso para o final da historia, mas acho que não vamos aguentar: Quebec foi uma das mais gratas surpresas, em termos de viagem, dos últimos tempos. Tudo bem que estávamos há alguns meses no Brasil, mas de verdade, isso não importa.

Tem como não se apaixonar por um visual como este?

Quebec é um daqueles lugares que você chega e se pergunta: por que não viemos antes? Para começar tudo parece ter sido cuidadosamente colocado no seu lugar, dos prédios aos jardins, das estátuas aos barcos. Tudo é lindamente posicionado para agradar os olhos.

Você poderia facilmente estar em qualquer cidade da França, Bélgica ou Luxemburgo, mas de verdade achamos a cidade mais limpa, mais bem cuidada e com pessoas simpaticíssimas.

Ficamos hospedados no hotel Delta, da rede Marriott, e apesar de não ser dentro da cidade antiga (Old Quebec), achamos a distancia tranquila para caminhar todos os dias. Muito da parte turística da cidade fica dentro da cidade velha, entre os muros de centenas de anos.

Para dar uma noção melhor da beleza e historia da cidade, Quebec entrou para a seleta lista de cidades que são patrimônio da humanidade da Unesco. É também a única cidade murada da América do Norte. Some tudo isso a uma interessante culinária francesa e pronto:

Você tem a mistura perfeita e inesquecível chamada Quebec.

Veja também: Dez lugares para conhecer em Quebec

Correndo contra o tempo

Bom, vamos começar do começo: viemos de trem (Veja aqui os trens da Via Rail) de Montreal para Quebec. A viagem leva quase 4 horas e foi tranquila. E já ficamos impressionados com a arquitetura da estação.

Chegamos no hotel, fizemos check-in, fomos rapidinho para o quarto e saímos para aproveitar nosso curto tempo na cidade. A previsão era de chuva nas próximas horas, então não tínhamos tempo a perder.

Seguimos direto para dentro das muralhas, sentido Chateau Fairmont.

Charme e cores no centro da parte antiga de Quebec.

De verdade, não sei se era porque já estávamos alguns meses fora da estrada, ou porque o lugar é bonito mesmo, só sabemos que ficamos maravilhados com as ruelas que passamos. A arquitetura de Quebec é fantástica. Cada detalhe merece uma foto.

A vista de Old Quebec, em frente ao castelo é linda, não só a visão do rio St. Lawrence, mas também das vielas do Petit Quartier – como falamos acima, tudo parece ser perfeitamente perfeitamente.

Ficamos por ali gastando o cartão de memoria da câmera, quando avistamos uma forte tempestade aproximando-se pela direita. Deu tempo somente de fazer uma foto das nuvens e de correr para dentro do Starbucks.

Meia hora mais tarde a chuva deu uma brecha e saímos para explorar a cidade novamente, sem mapas nem GPS, somente caminhando pelas ruas que nos revelavam agradáveis surpresas a cada nova esquina.

Por fim acabamos o dia em uma fonte colorida, onde crianças brincavam felizes.

A viagem não poderia ter começado melhor!

Uma nuvem fecha o tempo em Quebec, só deu tempo de correr!

Na manhã seguinte o sol apareceu e trouxe cor para Quebec.

A esperança é a última que morre

Acordamos ansiosos para ver como estaria o clima no dia seguinte. A previsão era de chuva pela manhã e alguma trégua perto da hora do almoço. Na dúvida, acordamos cedo e vimos que apesar de nublado, não estava chovendo.

Saímos pela pequena e charmosa cidade de Quebec felizes da vida. Seguimos para a parte alta da cidade, na muralha da Citadella para ver o visual ali de cima. Com o tempo nublado, não deu para aproveitar muito, mas seguimos por um caminho muito bonito beirando a Citadella de volta a cidade velha.

Até aí os visuais não estavam embalando muito, principalmente pelo clima fechado. Fizemos uma rápida visita ao centro de informações para retirar alguns ingressos que o governo do Canadá gentilmente disponibilizou para nós.

Mesmo com o passaporte de passeios em mãos, nossa primeira intenção era descer as escadarias que ligam a “Velha Quebec” ao “Petit Quartier”. Você também pode fazer esse trajeto usando o funicular, um pequeno bondinho que custa 3 dólares canadenses (9 reais). Essa parte da cidade foi amor a primeira vista.

Sabe aquele lugar cheio de lojas bonitinhas, ruas fechadas, restaurantes charmosos e clima super agradável.

Ficamos enlouquecidos!

Chegamos lá e o clima, como em um passe de mágica, abriu! Comecei a acelerar nas fotos, algo que eu adoro fazer, mas… A lente que eu uso desde 2013 começou a travar (uma canon 24-105)… não conseguia tirar mais nem uma foto.

Sem pensar duas vezes, pulamos dentro de um Uber e fomos até o hotel trocar de lente e tentar descobrir se o problema era na máquina ou na lente. Ainda bem que assim que colocamos outra lente, funcionou normalmente.

O sol apareceu para clarear as coisas!

Saímos a pé e resolvemos almoçar na Paillard, uma padaria sensacional, com sanduíches deliciosos. Esta padaria fica na Rue Saint-Jean que é cheia de restaurantes e lojinhas e pelo menos nesse dia, ela estava fechada para pedestres. Tinha alguns músicos tocando e muita gente passeando por ali.

Voltamos para o Petit Quartier, aproveitamos todo o visual novamente, agora com sol. E valeu muito a pena. Caminhamos pelo porto de Quebec e quanto já estávamos nos distanciando dos turistas, encontramos uma piscina pública cheia de gente! No mínimo inusitado.

Fomos um pouco mais longe até o Marche du Vieux-Port (mercado do porto velho). No caminho ainda encontramos uma feira bem grande de artesanatos. É impressionante que esses caras não brincam em serviço, tudo é extremamente bem feito e tem muita coisa acontecendo em todos os lados.

Voltamos cansados para o centro para ver o por do sol do alto da Citadella. Ficamos ali, sentados, só curtindo o visual. Ainda fomos jantar e aproveitamos para provar o famoso putini, um prato feito com batatas fritas, pedaços de queijo e um molho delicioso.

Ficamos muito em dúvida sobre ir embora ou ficar, mas, milhares de pessoas estavam ali, na mesma condição, pessoas de idade, crianças, bebes em seus carrinhos… enquanto discutíamos o que fazer, começaram os fogos!

E o show foi sensacional! Achamos até que poderiam cancelar, mas que nada, foi um mega show, 20 minutos sem parar de explosões colorindo o céu de Quebec!

Pedimos um Uber assim que acabou e a única notícia triste foi que com aquela chuva toda, a corrida que tinha custado 6 dólares canadenses a tarde (18 reais), custou 45 dólares canadenses (135 reais)… faz parte!

Estávamos ensopados, meu tênis parecia uma piscina de tanta água dentro e continuava chovendo.

Fogos, molhados e felizes

Fizemos tudo cronometrado para estarmos prontos e a postos as 22 horas, hora do show de fogos de artifício. Saímos do restaurante com calma e no caminho para o porto, já começou uma garoa fina… que rapidamente apertou e virou uma tempestade. Não sabíamos o que fazer! Ficamos encharcados em poucos minutos e conseguimos achar um pequeno teto para nos proteger da chuva.

Passeio de barco para finalizar

Fechamos nosso último dia em Quebec com chave de ouro: fizemos um passeio de barco pelo Rio St. Lawrence e valeu muito a pena. Fora que por ser em um rio, nós que geralmente enjoamos muito em barcos, ficamos super bem.

O guia explicou muitas coisas legais e a vista da cidade da água é realmente linda.

Fomos até as famosas cachoeiras do Parc de la Chute-Montmorency, que são 30 metros mais altas que as cataratas de Niágara. Estava na nossa lista mas acabou não dando tempo de ir até lá, então ficamos bem felizes quando o barco chegou bem perto!

Hora de seguir viagem! Nossa viagem pelo Canadá começou com o pé direito! Agora você já sabe porque vale visitar Quebec!

E você já visitou o Canadá? O que achou?

Nossos Parceiros

Microsoft_Home

Deixe seu comentário! Queremos sua opinião.

Queremos te ajudar a viajar ainda mais!

Você deve amar viajar tanto quanto nós!
Somente entre com seu e-mail abaixo e prometemos enviar as melhores dicas de viagem!
Sim, eu quero receber novidades
close-link
2018-05-16T06:12:23+00:00
Você deve amar viajar tanto quanto nós!
Somente entre com seu e-mail abaixo e prometemos enviar as melhores dicas de viagem!
Sim, eu quero receber novidades
close-link
shares